Vamos falar sobre dinheiro? – Educação financeira no ensino médio

Vanessa de Oliveira

Vamos falar sobre dinheiro? – Educação financeira no ensino médio

Projeto de Vanessa de Oliveira

Contribuição do projeto para a educação

O acesso as informações e tecnologias mudou significativamente os modos como as relações sociais, econômicas e culturais se constituem. Considerando essas características, é fundamental que a escola seja espaço de convivência, diálogo e reflexões sobre os direitos e deveres dos cidadãos. Nesse cenário destacamos a importância da consciência e criticidade para a tomada de decisões tanto para a vida pessoal quanto para o país. Esses aspectos nos colocam muitas questões e, dentre elas, nos voltamos àquelas relacionadas aos modos como nossas decisões financeiras podem contribuir para uma sociedade mais justa e responsável.

Nesse contexto a Educação Financeira mostra-se como apoio para discussões e aprendizagens sobre a temática, contribuindo para o desenvolvimento da cultura de planejamento, prevenção, investimentos e consumo consciente. O projeto visa propor reflexões sobre o dinheiro a partir de situações do cotidiano dos alunos, elaborando, através da análise da mesma, ações que contribuirão para o melhor uso dos bens de consumo e recursos naturais. Para isso buscará-se temáticas e atividades que proporcionem reflexões sobre  dinheiro, orçamento individual e familiar, vida social e consumo consciente, através da exibição de filmes, análises de propagandas publicitárias, visitas técnicas, dentre outras.

Entendemos que o projeto promoverá uma articulação e desenvolvimento de diferentes habilidades. Considerando as competências gerais da BNCC compreendemos que as reflexões a partir de situações do cotidiano permitem que os alunos considerem o trabalho e seus projetos de vida, sendo necessário para isso que desenvolvam o pensamento científico, crítico e criativo, para que suas decisões sejam bem argumentadas e responsáveis, compreendendo seu papel na sociedade.

Essas competências e habilidades serão discutidas e desenvolvidas a partir de situações que envolvam uma análise crítica de situações, como uma conta de cartão de crédito, o consumo na cantina da escola e de bens de consumo, entre outros. Para isso conteúdos como juros, análise de gráficos e tabelas, acréscimos, descontos, são fundamentais, além de perpassar conteúdos curriculares de outras disciplinas como economia mundial, recursos naturais, consumo consciente, por exemplo.

Aspectos curriculares atendidos pelo projeto

O projeto emerge da observação das ações de alguns alunos da turma, como a venda de doces, o trabalho com familiares nas férias, a compra de jogos digitais e o diálogo com professores de outras disciplinas sobre o modo como lidamos com o dinheiro. Considerando essas observações nos dispusemos a propor um projeto que abarcasse essas e outras questões, nos voltando para os modos como o dinheiro opera em nossa sociedade e seu papel em nossas ações e decisões.

Entendemos que tal projeto e temática proporcionam reflexões e com o auxílio de conteúdos matemáticos (juros, acréscimos, descontos, organização de dados, etc) e de outras áreas (economia mundial, consumo consciente, etc), contribuem para que os alunos sejam capazes de avaliar situações e tomar decisões de maneira crítica e responsável.

Compreendemos, desse modo, que a matemática pode contribuir para essas reflexões. De acordo com a Base Nacional Comum Curricular (ano) é necessário “levar em conta as vivências cotidianas dos estudantes do Ensino Médio, envolvidos, em diferentes graus dados por suas condições socioeconômicas, pelos avanços tecnológicos, pelas exigências do mercado de trabalho, pela potencialidade das mídias sociais, entre outros” (BRASIL,2018, p. 518).

Na busca por considerar as vivências dos alunos e as atuais demandas do país e mundo, propomos o projeto em vista de desenvolver o pensamento científico, crítico e criativo, usando da argumentação para tomar decisões na vida pessoal.

Valorização da diversidade e inclusão

O projeto visa propor aos alunos discussões e vivências com situações cotidianas que os permitam refletir sobre o dinheiro e os modos como ele opera na sociedade, articulando tais reflexões com os conteúdos curriculares de matemática. A proposta coloca em discussão diferentes modo de compreendermos o dinheiro e seu papel na sociedade. As atividades proporcionam aos alunos o debate de suas experiências a fim de discuti-las, permitindo que diversos olhares sobre o dinheiro possam fazer parte do diálogo, permeando questões como o consumo de bens e como cada aluno entende essas ações.

Espera-se que ao final do projeto os alunos sejam capazes de analisar de maneira consciente e sustentável decisões financeiras da vida pessoal e familiar.

Atividades desenvolvidas no Projeto

Considerando os objetivos citados anteriormente, buscará-se temáticas e atividades que proporcionem reflexões sobre dinheiro, orçamento individual e familiar, vida social e consumo consciente, através da exibição de filmes, análises de propagandas publicitárias, visitas técnicas, dentre outras.

As atividades terão seus momentos individuais e coletivos de modo que a turma possa compartilhar suas experiências com as situações propostas. As atividades serão desenvolvidas ao longo do segundo semestre (de agosto à novembro), distribuídas por semanas. As mesmas serão realizadas dentro as aulas regulares previstas no planejamento da disciplina de matemática do ano de 2019. Os alunos serão avisados com antecedência sobre o dia de cada atividade e da importância da frequência.

Data e atividades propostas nas aulas:

Semana 1 – Filme “A procura da felicidade”
Discussão sobre felicidade e a relação felicidade x dinheiro

Semana 2  –  Ida ao supermercado
Discussão sobre o orçamento por meio da compra do lanche semanal da escola

Semana 3  – Orçamento Familiar
Levantar as receitas e despesas individuais e familiares, classificando-as em fixas, variáveis e eventuais.

Semana 4  – Dívidas e economia
– Discussão sobre dívidas e financiamentos e empréstimos bancários.
– Explicação sobre juros.

Semana 5 Vida social
– Quiz e debate sobre perfil consumidor dos alunos.
– Elencar os desperdícios cometidos.

Semana 6  –  Cartão de Crédito
Conhecendo e analisando uma fatura de cartão de crédito

Semana 7 – Publicidade e dinheiro
Análise de propagandas publicitárias envolvendo dinheiro

Semana 8 –  Bens pessoais e consumo consciente
Discussão sobre a aquisição de bens pessoas, relação entre necessidade x satisfação pessoal

Semana 9 – Metas
Discussão sobre estabelecimento de metas e modos de concretizá-los

Semana 10 – Visita a BM&Bovespa
Visita técnica para conhecer a BM&Bovespa e alguns aspectos do mercado financeiro

Instrumentos utilizados na avaliação

– Participação em discussões;
– Questionários e quiz;
– Atividade com análise de situações do cotidiano com foco em conteúdos matemáticos;
– Elaboração de material (vídeo, cartaz, panfleto) sobre um dos temas discutidos ao longo do projeto.

Resultado observado

A avaliação será contínua, processual e formativa. A proposta é que o envolvimento dos alunos nas discussões e realização das atividades sejam momentos de formação e compreensão das questões cotidianas. Para isso será contabilizado a frequências nas aulas destinadas ao projeto e seu envolvimento nas atividades (a realização com coerência e clareza das atividades, a participação crítica nas discussões, por exemplo).

O texto deste projeto foi enviado pelo autor e é de responsabilidade do autor deste projeto.

Projeto ajuda no desenvolvimento de quais competências?

ConhecimentoComunicaçãoRepertório culturalCultura digitalTrabalho e projeto de vidaArgumentaçãoAutoconhecimento e autocuidadoEmpatia e cooperaçãoResponsabilidade e cidadaniaPensamento científico, crítico e criativo

Horas/Aulas aplicadas ao projeto.

20 horas diárias

20 horas diárias

Público-alvo do projeto.

Médio

Horas/Aulas aplicadas ao projeto.

Parque

Escola Pública

Escola Particular

Quantidade adequada de participantes.

35 participantes

35 participantes

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Imprimir Página