Plástico, perigo, jamais será amigo!

Maria Fernanda Camargo de Carvalho

Plástico, perigo, jamais será amigo!

Projeto de Maria Fernanda Camargo de Carvalho

Contribuição do projeto para a educação

Segundo dados da Organização das Nações Unidas, ONU Meio Ambiente, a poluição plástica é uma das ameaças ambientais mais prementes do nosso tempo e há uma forma fácil de impedir que ela se alastre: reduzindo o consumo de plásticos descartáveis na nossa vida cotidiana. Nosso país é o 4o país do mundo que mais gera lixo plástico, reciclando menos de 2%.

Moramos numa cidade pequena no litoral sul de São Paulo, rica em recursos ecológicos, fazendo assim da necessidade da educação ambiental parte do seu contexto. Cananeia, nosso município, tem em seu entorno a maior porção de Mata Atlântica preservada do país e seu complexo estuarino lagunar, declarado pela UNESCO como Reserva da Biosfera e Patrimônio da Humanidade.

Aspectos curriculares atendidos pelo projeto

O projeto procura atender as dez competências gerais da BNCC, principalmente na questão do pensamento científico, crítico e criativo; comunicação; argumentação; responsabilidade e cidadania e seu tema principal é a poluição plástica. Através da metodologia de projetos, consegue-se abranger dentro da BNCC diversos conteúdos curriculares em diferentes componentes curriculares. De acordo com a Base Nacional Comum Curricular, podemos observar por exemplo, em Ciências, na Unidade Temática” Matéria e Energia”, os objetos de conhecimento Consumo Consciente e Reciclagem. Também acabamos entrando em Matemática, em “Probabilidade e Estatística”, trabalhando em coleta de dados, construção de tabela, leitura e análise de dados, cálculo de probabilidade; também em “Grandezas e Medidas”, observando medidas de comprimento, área, tempo, massa, temperatura e capacidade; “Números”, em diversas situações-problemas. Em Língua Portuguesa, com atividades de oralidade, produção de texto, planejamento e produção de um filme e vídeos informativos, escrita de convite, escrita e leitura de uma carta. Em Geografia, na Unidade Temática “Natureza, ambientes e qualidade de vida”, no objeto de conhecimento “Conservação e degradação da natureza”; além de mapas. Em História, cidadania e relação das populações e poluição plástica.

Valorização da diversidade e inclusão

Todas as atividades foram pensadas para atender a todos, quando necessário adaptadas. Tive a participação de alunos não-alfabéticos em todas as etapas e também consegui incluir uma aluna com Transtorno Opositivo Desafiador, fazendo deles protagonistas de suas aprendizagens, melhorando a autoconfiança e alcançando melhores aprendizagens.

Atividades desenvolvidas no Projeto

O projeto tem como objetivos gerais:
– Medir e monitorar tendências de uso do plástico no dia a dia de estudantes e na escola;
– Encontrar formas de reduzir o uso de plásticos descartáveis no dia a dia de estudantes e na escola;
– Apresentar às crianças formas de pesquisar um caso que fundamente suas ações;
– Apresentar uma solução bem fundamentada às autoridades locais.

Resumo do projeto: A proposta do projeto é dividida em três passos

– Que tipo de plástico andamos usando?;

-O impacto do plástico;

– O que deveria acontecer com o plástico.

Assim, em fevereiro, após lida a proposta da ONU Meio Ambiente aos alunos e o aceite da turma, iniciamos o passo 1. Estudamos os itens plásticos descartados em casa e na escola e sua destinação, fizemos vivências no entorno e começamos a observar na escola o descarte dos copos de iogurte servidos na merenda. Começamos a quantificar esses potes, percebemos o descarte em lixeiras comuns e começamos a fazer campanhas pela escola, tanto nas salas, como escritas, para que as crianças lavassem seus potinhos para serem encaminhados à cooperativa de reciclagem. No passo 2, pesquisamos, assistimos vídeos informativos da Série #MaresLimpos e assim criamos uma lista para redução do uso do plástico, tanto na escola como em casa. Para o passo 3, convidamos o prefeito e a secretaria de Compras para irem à escola e lemos uma carta pedindo a redução da compra de embalagens plásticas usadas na merenda, tanto dos iogurtes para serem comprados a granel e substituir os sucos industrializados por frutas. Também fizemos uma limpeza de praia. Fomos convidados a ampliar o nosso projeto através de outra campanha da ONU chamada #PorAmorAoMar que visa a redução dos copos descartáveis no ambiente escolar e assim multiplicamos nosso projeto para toda a escola e estamos empenhados em se tornar uma escola sustentável. Na Semana do Meio Ambiente, as crianças foram convidadas a se apresentarem na creche municipal e desenvolveram uma proposta mais lúdica para apresentar o projeto aos bebês. O prefeito propôs também que ampliássemos o projeto para as outras escolas. Assim, estamos entregando as canecas reutilizáveis que ele mandou fazer para todos os alunos da rede municipal, bem como os funcionários da prefeitura (uma média de 2000 canecas). Apresentamos ainda na Festa do Mar, festa tradicional da cidade um vídeo informativo criado pelos alunos com dicas para reduzir a poluição plástica e apresentamos nosso projeto no Centro de Convivência dos Idosos. Também estamos na edição de um filme de conscientização. Lembrando que em todas as ações as crianças foram protagonistas das suas próprias aprendizagens. Contamos com o apoio de muitos parceiros, como o IPEC – Instituto de Pesquisas de Cananeia, que ofereceu palestras e nos apoiou na saída de limpeza de praias, com o fotógrafo de natureza Ricardo Martins que fez palestra e registros da saída, além do prefeito municipal, da Secretaria de Meio Ambiente e Secretaria de Educação.

Enfim, estamos mobilizando nossa pequena cidade à redução do consumo de embalagens plásticas descartáveis.

Instrumentos utilizados na avaliação

Observação do interesse e participação no processo; criatividade; oralidade; proatividade; relatórios por escrito de atividades; avaliações formais; observação de comportamento em situações de educação ambiental.

Resultado observado

Logo na primeira semana, percebi que o impacto da poluição plástica já foi grande nas crianças. Na saída ao entorno, chegou uma hora que tinha tanto plástico pra anotar que anotaram “uma montanha de plástico”; então, ao longo das semanas, muitas ideias de atividades e alternativas de reuso e redução de plástico foram acontecendo. Alunos comentando que estão dispensando as sacolas plásticas no mercado e usando a ecobag que ganharam na visita ao IPEC, canudos nem pensar, adoção de caneca e garrafa. Além do mais, temos um grupo de estudos no whatsapp (a maioria) e compartilhamos muitas notícias, eles mandam fotos dos lixos encontrados na praia e já se engajaram em fazer campanha na escola para que os alunos continuem lavando os potinhos de iogurte. Pais também comentaram comigo que estão sendo cobrados em casa.

O texto deste projeto foi enviado pelo autor e é de responsabilidade do autor deste projeto.

Projeto ajuda no desenvolvimento de quais competências?

ConhecimentoComunicaçãoArgumentaçãoResponsabilidade e cidadaniaPensamento científico, crítico e criativo

Horas/Aulas aplicadas ao projeto.

100 horas diárias

100 horas diárias

Público-alvo do projeto.

Fundamental I

Horas/Aulas aplicadas ao projeto.

Parque

Escola Pública

Escola Particular

Quantidade adequada de participantes.

12 participantes

12 participantes

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Imprimir Página